19 de março de 2014

Desabafo Tomístico - Coluna Insolência Quinzenal



Para minhas novas companhias ambas conservadoras. A saber: Carolina Belém e, quem vigia caridosamente se minhas ideias são ortodoxas ou não, Pedro Barros. Saúde!

« Triste homem aquele que só tem um livro! Triste também a Igreja que só tem um doutor! Mais do que impor São Tomás, devemos apresentá-lo como protótipo do investigador. como mestre e modelo, como aquele que soube colocar a ciência do seu tempo ao serviço da Igreja » (Cardeal Léger).

Noutros tempos eu vibraria com tais ideias! Entretanto não hoje. Deixei de ser besta. Todas (sim, eu disse todas, entendeste bem) as pessoas "estudiosas" de Filosofia não rebateram de fato Santo Tomás. Elas, sei lá por qual motivo fútil, não aceitam o Doutor Angélico: só. Daí querem fazer suas "filosofices" sem prestar contas a quem estudou de verdade graças ao nosso bom Deus!

Léger não entendeu que não temos Tomás por maior doutor na mera vontade mesquinha com apego digno de qualquer covardia. Temos ele por grande doutor pelo simples fato de que Tomás é grande doutor: ora! Para saber por qual motivo? Vamos estudar! Que tal?

Sim: as ciências avançam com o passar do tempo mas a verdade se mantêm una. Portanto para nós ultrapassarmos esse doutor, ou não aceitarmos sua primazia dentre seus pares, precisamos apontar seus equívocos a ponto de podermos invalidar seu sistema filosófico. Tão simples... Não?

A preguiça mora com quem, aposto, não lê Tomás em suas sumas... E para cima de mim ainda com a balela de "só ter um livro"? Cacilda! Para compreender a realidade temos de seguir as modinhas intelectuais da vez então? Entender desejo qualquer coisa de fato. Portanto se Descartes enganado vai, se Maquiavel mente de forma descarada, se Marx destrói toda nossa capacidade cognitiva, mas Tomás esclarece, bem inclusive, com quem hei de ficar?

2 comentários:

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)