23 de agosto de 2013

Quando os Adams Saíram de Férias (Mendal W. Johnson) - Resenha


Sinopse
Numa mansão rural nos Estados Unidos, uma jovem estudante é contratada para tomar conta de duas crianças enquanto seus pais viajam de férias. As duas crianças e mais três garotos vizinhos capturam e aprisionam a nova babá, no que, de início, parece ser uma inocente brincadeira. Mas à medida que as crianças começam a aceitar tal violência como um fato normal, a fantasia transforma-se em horror. A jovem passa a sofrer toda espécie de degradações: fome, tortura e violação sexual. Sem poder resistir, deixa-se levar passivamente pela situação e a sua vida começa a correr sério perigo...

Um grupo de crianças e adolescentes aprisiona, tortura e violenta a babá de dois deles; esse é o enredo no mínimo angustiante de Quando Os Adams Saíram de Férias; obra assinada pelo pouco conhecido escritor estadunidense Mendal W. Johnson.

A narrativa foca do início ao fim no drama da cativa que vai se intensificando conforme as páginas avançam. A ideia soa como uma noção de fatalismo estranha onde os crimes absurdos vão se desenrolando organicamente; uma espécie de "causa e consequência" onde a simples possibilidade de haver violência gera mais violência.

Tal proposta ousada exige uma competência narrativa considerável e é justamente por isso que o livro decepciona. 

Johnson se esforça em dar razões e mostrar como o contexto proporcionaria de certa forma o ocorrido, mas não consegue fazer a ação dos jovens se tornar algo diferente do puramente gratuito. A sensação durante a leitura é de estar acompanhando um grupo de sociopatas mirins. 

Mas os problemas na escrita não param por aí, Johnson tem um estilo arrastado onde dias parecem semanas quando pontuados por diversas divagações pouco críveis sempre analisadas com pretensões psicológicas que soam a amadorismo e achismo. 

O livro teria sido muito melhor se o autor simplesmente narrasse os fatos com objetividade, deixando de lado essa intenção mal-sucedida de querer justificá-los com reflexões enfadonhas e inverossímeis. 

No fim Quando Os Adamas Saíram de Férias é uma obra que se caracteriza por incomodar o leitor; tanto pelo grande desconforto do tema como pela qualidade da narrativa que deixa a desejar.


2 de 5 (Regular / Fraco)





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)