15 de fevereiro de 2013

Crianças Francesas Não Fazem Manha (Pamela Druckerman) - Primeiras Impressões

Livros tontos sobre assuntos do cotidiano costumam frequentar com tanta recorrência as listas de mais vendidos que é sempre uma surpresa muito agradável quando nos deparamos com algum que foge a esta regra. 

Crianças Francesas Não Fazem Manha é felizmente um exemplo desse tipo de exceção pelo que podemos notar do trecho inicial (leia também clicando aqui). O relato pessoal, irônico e inteligente da autora é objetivo e muito mais útil que a maioria dos livros populares sobre educação que prometem demais e cumprem pouquíssimo. 

A ideia da Pamela Druckerman tematizando sua própria vida de forma despojada e despretensiosa, acaba sendo uma solução muito mais eficiente na hora de cativar o leitor. Ao invés de apelar para uma autoridade de especialista que não possui, ela prefere falar de suas experiências. 

Nesse ínterim, a habilidade narrativa da escritora é a protagonista aliando realismo e bom-humor.

Obviamente não se pode esperar do livro que seja um guia para a educação dos filhos, se essa é sua ideia pode desistir da aquisição. Entretanto, se o objetivo é conferir uma experiência pessoal lógica que não subestima sua inteligência aí sim a leitura é bem válida.



Recomendo Para Quem:

- Quer conhecer uma experiência humana e bem escrita sobre maternidade
- Está buscando algo mais pessoal e menos especializado
- Busca uma leitura divertida sobre a vida de uma mãe estreante

Editora: Fontanar
Páginas: 272

6 comentários:

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)