8 de fevereiro de 2013

Belfagor, O Arquidiabo (Nicolau Maquiavel) - Resenha de Contos


Maquiavel até hoje é uma personalidade polêmica por suas propostas filosóficas (muitas vezes mal interpretadas), mas nesse pequeno conto humorístico o autor se prende apenas em fazer um irônico conto crítico ao casamento e às mulheres.

Na história, os demônios percebem que muitos homens acabam tendo como destino pós-morte o inferno por obra de suas esposas. Para entender e verificar a veracidade dessa informação, eles acham por bem enviar o diabo Belfagor para se casar com uma mulher humana. 

Para narrar essa história, Maquiavel adota um estilo apenas corrido/descritivo que não se preocupa em criar uma atmosfera de verossimilhança. Assim toda a saga do protagonista e de seu matrimônio de desventuras dura algo em torno 10 páginas. 

É difícil avaliar um conto com tal despretensão, mas sem dúvida ele alcança bem sua proposta sendo divertido durante o desenrolar da história e tendo um final interessante que proporciona um belo fechamento.

Para apreciá-lo bem, entretanto, é preciso ter em mente que o Belfagor, O Arquidiabo é mais um "causo" do que uma história com grandes méritos literários. 

 
(3 de 5 / Bom)





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)