22 de novembro de 2012

Batman Asilo Arkhan: Os Subterrâneos da Loucura - Crítica

Brainstore / DC Comics

A linha "realidade alternativa" poderia ser palco de histórias muito boas com sua aparente liberdade em relação à cronologia oficial (e extremamente confusa diga-se de passagem) da DC Comics. 

Entretanto não é isso que costuma ocorrer nessas histórias paralelas, que acabam sendo tentativas mal-sucedidas e aparentemente apressadas de desenvolver conceitos bons. 

Em Batman Asilo Arkhan: Os Subterrâneos da Loucura, Bruce desempenha o papel de herói mascarado ao mesmo tempo que é o psiquiatra responsável por cuidar dos internos do Asilo Arkhan. Por meio dessa premissa, vários vilões clássicos aparecem conversando brevemente com o "terapeuta" Wayne. 

Para variar, porém, o grande antagonista da história é o Coringa. Nada mais apropriado considerando que o palhaço do crime é o símbolo maior da loucura no universo do homem-morcego. 

A partir desses pressupostos o roteiro de Alan Grant infelizmente abusa de clichês e superficialidade criando uma trama cuja estrutura é completamente previsível e nada impactante; não chega a ser mal-feita, mas em compensação nada tem de ousada ou diferenciada. 

É uma história que pode ser lida sem sofrimentos, mas nunca chega a cativar pois sua maior qualidade é mesmo não ter nada de esdrúxulo.

Já os desenhos de Alcatena funcionam melhor mantendo um belo personalismo repleto de sombras e expressões convincentes, infelizmente o traço está claramente submetido ao argumento. Se  a história fosse boa isso não seria o problema, mas na trama sem brilho apresentada, as ilustrações pouco autônomas acabam sofrendo do mesmo problema.

Batman Asilo Arkhan: Os Subterrâneos da Loucura é a típica narrativa para ser lida quando não há nada de melhor para fazer, pois opções mais bem-feitas são muitas. Numa consideração otimista, podemos ficar felizes por essa trama pequena e superficial não se comprometer com uma pretensão enorme como várias histórias de pouca ou nenhuma qualidade gostam de fazer. 




2 de 5 (Regular / Fraco)




E aí o que achou? Comente abaixo para falar comigo ou use o e-mail:
 ewerton@leialiteratura.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)