5 de outubro de 2012

A Morte de Gwen Stacy (Os Maiores Clássicos do Homem-Aranha Vol. 3) - Crítica

Editora Panini Comics / 2004
Quando uma HQ traz no título "maiores clássicos" você naturalmente espera que algo de marcante será apresentado na história e nesse departamento A Morte de Gwen Stacy não decepciona.

Muitos dos atuais fãs do aracnídeo estranharam quando viram o filme e não a já lendária Mary Jane, algo esperado considerando que a sua primeira grande companheira faleceu nos anos 70. Mas Gwen Stacy merece sim toda a atenção do público, pois apesar de não ser uma personagem excelente (pelo menos nos quadrinhos que acompanhei) sempre foi uma figura de confiança para o inconstante Peter Parker. 

Nesta edição, a morte do primeiro grande amor do Homem-Aranha pelas mãos do onipresente Duende Verde realmente mexe com os fãs mostrando um herói enfraquecido e desesperado que até busca vingança, mas como mocinho que é não mata o assassino reencontrando o refúgio para sua dor num emblemático final junto com a ruivinha que se tornaria sua nova companheira.

Entretanto, deixando a comoção do momento de lado, a história não é lá grande coisa sendo fiel ao herói e nada mais. Se não fosse o episódio traumático, a trama dividida em duas partes apresentadas nesta edição seria apenas uma história honesta do amigão da vizinhança para ser esquecida dias depois. 

Ainda assim, o maior problema é a própria cena da morte que não consegue criar uma sensação razoável de drama e suspense. Eu que acompanhei apenas algumas histórias mais antigas, sei que a Gwen já passou por situações bem mais preocupantes e saiu ilesa. A impressão é que eles queriam matar e não tiveram o cuidado necessário para dar o peso que a situação mereceria.

Além desta narrativa principal, a HQ ainda traz mais três histórias antes; com a morte do Capitão Stacy (pai da Gwen), e uma depois onde um um Homem-Aranha mais velho relembra a perda de sua amada loira.

Todas elas também são igualmente regulares em termos de qualidade, funcionando mais por tratarem de um acontecimentos marcantes do que por méritos narrativos. Um destaque cabe, porém, à morte do Capitão que consegue passar uma sensação de impacto pelo modo que ocorre.

Assim, Os Maiores Clássicos do Homem-Aranha - A Morte de Gwen Stacy é a típica história importante naquilo que mostra e não muito pela maneira como mostra. De toda forma, é um item valioso na coleção de qualquer fã do herói e que inegavelmente carrega toda uma nostalgia pelo jeito de narrar daquela época, onde a ingenuidade e o entretenimento leve ainda predominavam no gênero "super-herói".


(3 de 5 / Bom)



E aí o que achou? Comente abaixo para falar comigo ou use o e-mail:
 ewerton@leialiteratura.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)