16 de setembro de 2012

"Game of Thrones" e Os Detalhes que Fazem Falta - Coluna "Ler é Compreender"

Ele é o Tyrion dos livros, já os outros...
Gosto muito da série literária As Crônicas de Gelo e Fogo e atualmente estou lendo o quinto livro da saga (A Dança dos Dragões) lançado recentemente pela editora Leya. Entretanto, a mesma empolgação não se repete para acompanhar a adaptação televisiva da HBO. 

Evidentemente eu reconheço os méritos da produção que conseguiu trazer à TV um épico que desafiava o mais gordo dos cofres de Rochedo Casterly com suas várias locações, dezenas de atores, longa lista de figurinos e até efeitos especiais... 

Porém, a cada episódio que eu tento ver  fica mais evidente que falta algo ali muito importante; mesmo com todo o esforço da produção. Esse elemento é a força dos personagens! 

Na série literária, são vários os tipos humanos interessantes e realistas; mesmo os secundários (muito secundários até) tem grande capacidade de cativar o leitor em suas características verossimilhantes. 

Na televisão, em compensação, parece ocorrer o inverso. Mesmo alguns dos personagens mais presentes na saga literária perdem muita profundidade juntamente com várias das suas peculiaridades individualizantes. O resultado, ao meu ver, são várias personalidades não muito bem trabalhadas que decepcionam os fãs dos livros e que não se tornam relevantes para aqueles que somente acompanham a série de TV.

É um pouco frustrante para mim ver aquele personagem tão complexo e interessante no livro acabar sendo excessivamente simplificado, virando um mero qualquer cuja hipotética morte será recebida com total indiferença. 

Eu já me perguntei até se esta não seria uma questão intrínseca à própria dinâmica da adaptação, mas não é o caso. As Crônicas de Gelo e Fogo, mais que outras sagas, tem como um dos seus principais méritos justamente o detalhamento e a profusão de personagens. 

Entretanto, a  ideia aqui não é fazer uma crítica nos moldes clássicos, até mesmo porque eu não sei se haveria um modo de consertar essa superficialidade de personalidades. Na realidade fico até contente que muitos gostem da série de TV, mas a esses recomendo sinceramente a leitura pois é onde residem as particularidades essenciais para captar o brilhantismo da obra de Martin. 




Leia nossas críticas dos livros:

A Guerra dos Tronos  -  A Fúria dos Reis   -   A Tormenta de Espadas  -  O Festim dos Corvos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)