16 de agosto de 2012

Ser Cachorro é Um Trabalho de Tempo Integral (Charles M. Schulz) - Crítica / Resenha


Poucos personagens são tão icônicos quanto o Snoopy; o adorável e reflexivo cachorrinho do Charlie Brown (o garoto da cabeça redonda como ele prefere chamar). 

O simpático animal criado por Shulz conseguiu ser tão bem-sucedido em sua simplicidade extremamente singela que se o tornou ícone da cultura pop; tanto que muitos reconhecem "a figura" mesmo nunca tendo lido as histórias ou assistido as animações. 

É este célebre personagem que encontramos em grande forma na coletânea Ser Cachorro é Um Trabalho de Tempo Integral. As histórias repletas da leveza que o autor sabe tão bem imprimir fascinam por conseguir transmitir conceitos através de um mistura extremamente original e cativante de simplicidade e despretensão.

Snoopy é o oposto da agressividade/ferocidade. As histórias sempre estão num tom reflexivo que quase parece etéreo em suas tiradas humorísticas feitas com um mínimo de elementos. 

Em quase todas as tiras o tipo de "comédia" reflexiva assinado por Schulz é tão característico que impede qualquer possibilidade de se prever o desfecho; coisa recorrente com as piadas repetitivas que povoam nosso cotidiano.

Assim Snoopy, como protagonista da publicação, conquista conseguindo ser singelo e fascinante sem apelar para as hipérboles (sentido figurado incluído), mas usando ao invés disso uma maneira de narrar impressionante na sua originalidade tão bem realizada.

Só não dou nota máxima para Ser Cachorro é Um Trabalho de Tempo Integral porque nem todas as histórias (como é normal em coletâneas) estão no padrão máximo que o personagem pode desempenhar. Mesmo assim a edição é extremamente recomendada pois apresenta narrativas que mostram o singelo cãozinho como a criação genial que é.

Tarefa difícil é não se encantar por algo tão forte apresentado de uma forma tão branda e acalentadora como o Snoopy adora fazer. 



4 de 5 (Muito Bom)






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)