21 de agosto de 2012

O Plano Perfeito (Sidney Sheldon) - Crítica / Resenha

Editora BestBolso (edição "vira-vira")
Sinopse
Para Oliver Russell, não existe prazer que se compare à sensação de poder. Mas quando chegar à Presidência dos Estados Unidos, saberá que poucas coisas podem ser mais devastadoras para as suas ambições políticas que o desejo de vingança de uma mulher traída. O plano perfeito narra a história de paixão, poder, traição e desforra envolvendo a publicitária Leslie Stewart e Russell, que a abandonara para se casar às escondidas com a filha de um senador influente do Kentucky, estado pelo qual se candidatou ao governo. 

Quem conhece Sidney Sheldon sabe bem como são os seus livros. Todos seguem uma fórmula que mistura determinados elementos presentes como uma constante.

Em O Plano Perfeito essas características também estão lá, entretanto o escritor as potencializa de forma considerável causando simultaneamente benefícios e prejuízos ao resultado final.

Um destes fatores é a mudança de foco narrativo. Sheldon adora apresentar novos personagens em suas obras para mostrar novas perspectivas da história. Neste livro ele faz tal coisa diversas vezes, mostrando que tem ampla paleta de tipos humanos em sua mente.

O problema é que são tantas as alterações de direcionamento e tantas as tramas paralelas citadas que o livro acaba diluído. Muitas das pessoas descritas acabam ficando excessivamente planas, enquanto outras recebem recebem até um pano de fundo mas que nem sempre é bem sucedido.

Os personagens só funcionam justamente por serem vendidos de forma bem simplificada. Temos a vingativa, a idealista, o rígido.... O leitor assim identifica os diferentes componentes da história através dos rótulos, pois a exploração profunda das personalidades quase não acontece. 

Outro elemento que Sheldon adora usar são as reviravoltas e acontecimentos instigantes. Esses sim são bem empregados e realmente causam surpresa  pois o escritor tem todo o trabalho de nos convencer do inverso do real durante a narrativa - sendo muito bem-sucedido nisso.

O Plano Perfeito assim tem momentos onde cativa o leitor por completo, enquanto em outros ele não convence muito bem justamente por ser superficial quando fala de um número de coisas superior ao que pôde comportar. 

Um exemplo são as descrições da guerra cheias de um idealismo simplista (e estadunidense) que não discute as questões sempre complexas que envolvem a dinâmica deste tipo de acontecimento.

O livro surge desta maneira como uma leitura irregular que oscila entre momentos onde Sheldon consegue se sair bem e outros em que ele recorre a uma visão genérica dos acontecimentos e dos personagens (alguns ficam desaparecidos por longo tempo). Em nenhum momento chega a ser ruim, sempre diverte, mas às vezes é muito bom e em outras é apenas "ok". 

O Plano Perfeito não pode ser considerado ótimo pois derrapa ao superficializar demais personagens e situações em sua tentativa não muito bem-sucedida de compreender várias perspectivas. Porém, se sai melhor que os outros livros do autor no que se refere às reviravoltas e acontecimentos que deixam o leitor querendo saber o que vai ocorrer a seguir.

O que mais importa, porém, é que mesmo com tal irregularidade o livro diverte proporcionando horas de um bom entretenimento acessível a todos; a grande qualidade de Sidney Sheldon enquanto escritor.


2 Comentários:

Anderson Felix disse...

Leslie Stwart com certeza é uma das minhas protagonistas preferidas dentre os livros do meu Sheldon e concordo que ela fica meio apagada depois que Dana Evans surge na estória (ganhando ate seu próprio livro anos mais tarde), mas nada que a altere quanto personagem ou a deixe sem um final satisfatório. Tambem não acho que ele seja superficial nos personagens, mas infelizmente opiniões não são sempre iguais.
Abraços :)

Ewerton Gonçalves disse...

Entendo Anderson, sempre bom receber opiniões diferentes como a sua neste caso. Mas não acho que o final seja dela seja insatisfatório, só acho que ela teria potencial para ser bem mais trabalhada durante a narrativa.

Abraços.

Postar um comentário

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hostgator Discount Code