24 de julho de 2012

As Areias do Tempo (Sidney Sheldon) - Crítica / Resenha



Sinopse

O cenário do livro é o conflito entre nacionalistas bascos e o governo espanhol dos anos pós-Franco. O líder guerrilheiro basco do ETA, Jaime Miro, e o corrupto e sádico Colonel Acoca estão dispostos a brigar até a morte por seus objetivos. Quando Acoca saqueia brutalmente um convento em busca de Miro, quatro freiras decidem fugir, estimuladas pela irmã Lúcia, que se escondia no convento desde que se vingou do homem que pôs seu pai na cadeia. A bela irmã Graciela, a irmã Megan e a irmã Teresa - que está à beira de um colapso - escapam pela floresta com Lúcia, onde são auxiliadas a contragosto por Miro.

Já comentei aqui no site sobre a edição que trazia dois livros do escritor estadunidense Sidney Sheldon numa mesma encadernação. Na postagem anterior falei sobre Juízo Final e desta vez o tema será o romance As Areias do Tempo.

Como você pode conferir na sinopse, a obra insere personagens fictícios na história real do conflito civil (com finalidade separatista) ocorrido entre rebeldes do País Basco e o governo da Espanha.

O foco, porém, nem é tanto assim na guerra pois o livro está centrado na dramática fuga de quatro freiras acompanhadas do revolucionário Jaime Miró. No final das contas, o livro mostra que a vida de todas as religiosas muda sensivelmente depois do episódio; algumas com finais felizes e pelo menos uma de forma trágica.

Neste enredo, Sheldon parece querer dar uma conotação mais humanista e compreensiva aos "rebeldes separatistas" que são efetivamente os heróis da narrativa em contraposição a figura cruel e distante que o governo desempenha.

Entretanto, o escritor não cai na apologia descarada e incômoda sabendo valorizar os personagens como seres humanos reconhecíveis e até certo ponto cativantes pelas suas histórias de vida e personalidades distintas. Ele só não se sai melhor neste quesito porque recorre demais a esteriótipos. 

Agora todo o aspecto dramático é bem desenvolvido tornando o livro bastante envolvente; marca registrada de Sheldon que sabe como poucos criar uma história com os mecanismos e momentos-chave de trama exportados com sucesso para os roteiros hollywoodianos. 

As Areias do Tempo tem lá suas limitações é verdade, sobretudo por preferir impactar o leitor ao invés de tratar os elementos narrativos de forma mais aprofundada e por isso mais realista. Nada porém que impeça o livro de ser mais uma opção muito boa de leitura recreativa sobre assuntos sociais bastante interessantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)