15 de junho de 2012

Mangás no Brasil: "Monster", "RG Veda", "Mashima-En" e Coletiva da JBC

O foco do Leia Literatura normalmente são os livros (nossa, ninguém sabia) mas sempre temos espaço para os mangás e esta semana foi particularmente movimentada para as HQs do Japão.



A Panini divulgou a capa (acima) do primeiro volume do aclamado mangá adulto Monster do escritor Naoki Urasawa.  A publicação que eu não li (preciso de 48 horas por dia) traz como protagonista o prestigiado doutor Tenma que se envolve em vários problemas por decisões médicas controversas. A história é ambientada na Alemanha da década de 80 mas foi serializada na revista Big Comic Original entre 1994 e 2001.

A previsão de lançamento é para junho sendo que ela terá periodicidade bimestral e o preço padrão de 11 reais (R$ 10,90).




Enquanto isso a JBC aproveitou para dar uma coletiva à imprensa especializada (mangá/anime) onde esclareceu seus planos como melhora na qualidade das páginas (sem mais transparência é a promessa) e o já mencionado aumento nos preços que agora vão para 12 reais (1 a mais que a concorrência).

A nova fase da editora é marcada pela saída do antigo gerente de conteúdo Marcelo Del Greco que foi substituído pelo também jornalista Cassius ("minha orelha Seya...") Medauar.


No que se refere aos lançamentos, a primeira novidade foi o mangá RG Veda do grupo de mangakas conhecido como CLAMP, sendo um dos mais prestigiados sobretudo pela arte. A história envolve combates entre seres místicos e deuses, mas é centrada no protagonista Ashura que se divide entre a agressividade impetuosa de destruir o mundo e o seu amor singelo por Yasha-ou.


A outra HQ foi Mashima-En que na verdade é uma reunião de vários one-shots (divididos em apenas dois volumes) do autor Hiro Mashima; famoso sobretudo por ser o criador de Fairy Tail.

Saiba mais sobre a coletiva da JBC vendo a cobertura do vlog Videoquest abaixo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)