28 de janeiro de 2012

Entrevista - Roberta Spindler & Oriana Comesanha

Roberta Spindler & Oriana Comesanha são duas amigas (e autoras) nacionais que tiveram o talento e a disposição de escrever um épico fantástico de ares medievais com mais de 600 páginas. A obra acabou aceita e publicada pela nacional Dracaena e já se encontra à venda.


montagem sobre fotos do blog Amigo do Livro e Dracaena
Contos de Meigan - A Fúria dos Cártagos traz a terra convencional e o mundo paralelo de Meigan onde vivem as criaturas (humanas na aparência) conhecidas como magi que possuem a capacidade de manipular os elementos de Aristóteles (água, terra, fogo e ar) e mais alguns adicionais como sombra e tempo. Mas a história é bem mais complexa que isso e por essa razão convém conhecer mais no site oficial atualizado pela Roberta através deste link.

Nos últimos dias as autoras com muita simpatia responderam algumas perguntas para nós sobre seu livro e alguns aspectos gerais da literatura e do sempre curioso modo de escrita em quatro mãos. Veja abaixo toda nossa conversa e no final saiba mais como prestigiar o trabalho delas.


Leia Literatura: Sempre é bom começar por aquelas perguntas de sempre. Como surgiu a ideia de escrever o livro?

Maya Muskaf por João Silveira
(fonte: site da autora)
As autoras: A ideia para escrever Contos de Meigan surgiu quando ainda éramos adolescentes e estávamos no Ensino Médio. Já escrevíamos fanfictions do seriado Arquivo X juntas, mas então surgiu a vontade de criar algo nosso. Começamos com pequenos contos sobre um mundo novo, que acabamos chamando de Meigan. Depois de um tempo, já tínhamos várias anotações sobre esse lugar e percebemos que podíamos levar nossa criação mais a sério. Então, a história de Maya Muskaf foi ganhando forma e se destacando das demais.


Qual a dinâmica que vocês usaram para escrever a quatro mãos?

Somos amigas desde a época do colégio e partilhamos o gosto por escrever. Normalmente, trabalhamos da seguinte forma: Traçamos o enredo em conjunto e depois delegamos tarefas. Ao final de um capítulo, por exemplo, marcamos uma reunião (real ou virtual) para revisar o texto e discutir novas ideias.


O livro Contos de Meigan com certeza exigiu muito de vocês tanto em razão da história cheia de detalhes quanto no número de páginas. Como permaneceram motivadas para concluir uma obra assim sem a perspectiva de uma publicação garantida?

Com o passar do tempo, Contos de Meigan se tornou uma paixão, um sonho. Terminá-lo era uma meta, mesmo que não tivéssemos chance de publicá-lo. Muitas vezes chegávamos a brincar que, se tudo desse errado, cada uma iria imprimir uma cópia caseira do livro para guardar de lembrança e honrar a história e nossas personagens. Ainda bem que a Editora Dracaena reconheceu o nosso trabalho e nos proporcionou a realização desse sonho.


O livro entra num cenário onde a fantasia medieval já está estabelecida tanto com clássicos como em best-sellers atuais. Vocês se preocupam com comparações? Qual o diferencial de Meigan frente aos demais do gênero?

Comparações são normais em qualquer mídia. Obviamente, nós fomos inspiradas pelos clássicos do gênero. Entretanto, é importante que se veja além das influências. Contos de Meigan é uma fantasia em um cenário medieval, mas nos preocupamos em utilizar uma mescla de culturas para caracterizar o mundo de uma forma diferente. Dessa forma, o leitor perceberá características da cultura ocidental, mas também da cultura oriental. Além disso, a relação dos magis (habitantes do mundo Meigan) com a natureza e os elementos (chamados por eles de mantares) é especial. Eles respeitam a natureza, pois fazem parte dela.
Podemos salientar também, que a história de Contos de Meigan não se passa exclusivamente no mundo dos magis. Também temos alguns momentos na Terra e dessa forma há uma mistura entre o medieval e o moderno, natureza e tecnologia.


Desde o início Contos de Meigan foi pensado como uma série ou a história se desenrolou durante a escrita?

Sim, já tínhamos esquematizado que o livro seria uma trilogia. Queríamos ter o tempo e a liberdade para contar a história da melhor maneira possível.


Já há alguma ideia das cenas dos próximos livros e do fim da saga?

Keyth Feon Azvanon por Jõao Silveira
(site da autora)
Já sabemos como a trilogia irá terminar e do segundo livro temos alguns capítulos escritos. Agora é trabalhar para colocar todos os nossos planos no papel.


Vocês foram publicados pela Dracaena, conhecida por dar espaço a muitos escritores nacionais de fantasia. Como avaliam apoio que a empresa forneceu?

A Dracaena foi muito importante e nos apoiou de uma maneira incrível. São ótimos profissionais e prezam pela qualidade dos livros que publicam. Estamos muito felizes de fazer parte do excelente catálogo que possuem.


Há alguma pretensão de escreverem livros individualmente, ou seja, não mais em dupla?

Roberta: Sim, além de Contos de Meigan também tenho outros projetos. Já publiquei contos em antologias e pretendo participar de mais algumas este ano. Além disso, tenho um projeto de um romance pós-apocalíptico e também de uma história em quadrinhos com temática fantástica.

Oriana: Atualmente, estou mais focada na produção de material para a área de psicologia e na produção do segundo volume de Contos de Meigan. Entretanto, tenho alguns contos com temática fantástica ainda em fase de execução.


Nossa pergunta temática: Por que ler literatura?

Ler literatura, seja ela fantástica ou não, é uma forma de estar em contato com pensamentos, opiniões e pessoas diferentes. Em outras palavras, é a oportunidade de conhecer mundos diversos e de desfrutar do aprendizado que eles podem trazer. Justamente por isto, ler se torna uma atividade tão prazerosa e significativa.


Muito obrigado pela participação. Teria como adiantar alguns detalhes dos próximos livros para os fãs (rs)?

Bom, vamos tentar não dar spoilers, ok? (rs) Os leitores podem esperar mais momentos que se passam na Terra e nos Infernos (mundo dos cártagos). Novas personagens vão surgir e antigas vão encontrar seu fim. Prometemos muitas surpresas. =)

Links úteis:

twitter:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)