25 de janeiro de 2012

25 de Janeiro: Aniversário da Escritora Virginia Woolf

Virginia Woolf por George Charles Beresford (img: wikipédia)

Em Londres nascia neste mesmo dia 25 de janeiro, só que de 1882, Virginia Woolf. A escritora inglesa foi um dos maiores nomes do Modernismo com sua narrativa pouco usual de divagações e descrições não-lineares.

Em Mrs. Dalloway, considerada por muitos como sua obra-prima, Woolf usa e abusa do seu estilo ousado para contar um acontecimento prosaico; um dia na vida da personagem Clarissa  Dalloway que dará uma festa. Pelo argumento parece bem simples mas devido ao estilo cheio de peripécias que vai e volta no tempo dentro da mente desorganizada da personagem - o chamado fluxo de consciência - a obra não é um título facilmente compreensível.

Porém a autora tem diversas outras obras brilhantes além desta como Rumo Ao Farol e Orlando - Uma Biografia

Adeline Virginia Woolf  se suicidou em março de 1941 depois de sofrer um colapso nervoso. A Wikipédia disponibilizou e traduziu a transcrição do bilhete que ela deixou ao marido Leonardo Woolf antes de morrer, leia abaixo:

Querido,
Tenho certeza de estar ficando louca novamente. Sinto que não conseguiremos passar por novos tempos difíceis. E não quero revivê-los. Começo a escutar vozes e não consigo me concentrar. Portanto, estou fazendo o que me parece ser o melhor a se fazer. Você me deu muitas possibilidades de ser feliz. Você esteve presente como nenhum outro. Não creio que duas pessoas possam ser felizes convivendo com esta doença terrível. Não posso mais lutar. Sei que estarei tirando um peso de suas costas, pois, sem mim, você poderá trabalhar. E você vai, eu sei. Você vê, não consigo sequer escrever. Nem ler. Enfim, o que quero dizer é que é a você que eu devo toda minha felicidade. Você foi bom para mim, como ninguém poderia ter sido. Eu queria dizer isto - todos sabem. Se alguém pudesse me salvar, este alguém seria você. Tudo se foi para mim mas o que ficará é a certeza da sua bondade, sem igual. Não posso atrapalhar sua vida. Não mais. Não acredito que duas pessoas poderiam ter sido tão felizes quanto nós fomos.V.

Mais sobre Virginia Woolf:

30 Críticas de Grandes Escritores À Grandes Escritores
Os 100 Melhores Livros de Todos Os Tempos Segundo a Newsweek


2 comentários:

  1. Ahhhh não tinha chegado a ler o bilhete de suicídio dela, é emocionantemente triste...

    ResponderExcluir
  2. Realmente, faço minha suas palavras.

    ResponderExcluir

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)