31 de dezembro de 2011

Os Livros Mais Vendidos de 2011 - Não-Ficção


Prosseguindo com as nossas listas de mais vendidos em todo o ano de 2011 vamos às obras de não-ficção, nessa categoria encontram-se desde biografias a livros históricos e jornalísticos. Veja abaixo os 5 primeiros que "levaram a melhor" neste ano com destaque para o jornalista Laurentino Gomes que emplacou dois títulos entre os mencionados.


Leia também sobre os mais vendidos em ficção e autoajuda e esoterismo.


5° Comer, Rezar, Amar - Elizabeth Gilbert (Editora Objetiva)


O livro foi publicado originalmente em 2006 e aqui no Brasil chegou há mais de 3 anos, em 2008. Já o filme estreou há mais de um ano em nosso país, mais precisamente no mês de agosto de 2010.

Mesmo não sendo recente em nenhum aspecto a autobiografia de Elizabeth Gilbert, interpretada nos cinemas por ninguém menos que Julia Roberts, continua bem classificada. A obra conta a viagem da escritora ao redor do mundo depois de tomar a ousada decisão de abandonar carreira, filhos e bens materiais numa jornada de autodescoberta (pelo menos é o que diz na sinopse). 

Atualmente Gilbert faz palestras motivacionais, até porque seu livro é mais um daqueles que misturam outros gêneros com a sempre bem recebida autoajuda (pelo menos por grande parte dos leitores da atualidade). 



4° 1808 - Laurentino Gomes (Editora  Planeta)


O livro que basicamente é um relato histórico-jornalístico da chegada da família real portuguesa ao Brasil com um apelo mais popular, foi o primeiro sucesso do jornalista Laurentino Gomes figurando entre os mais vendidos e rendendo fama e prêmios como o Jabuti de melhor obra de não-ficção de 2008.

Com o lançamento de 1822, que segue a mesmíssima linha, o antigo livro ganhou um novo gás retornando a lista de maiores êxitos comercias com uma bela quarta posição.



3° 1822 - Laurentino Gomes (Editora Nova Fronteira)


Mesmo estilo de escrita, mesma proposta, mesmo título numérico, mesmo escritor e mesmo prêmio de melhor livro de não ficção do Jabuti, só que referente ao ano de 2011. Essa é a história de 1822, a melhor representação de que repetir a dose pode dar muito certo.

A diferença deste novo livro é o tema - a independência do Brasil e suas consequências na criação da nação - e a editora, pois dessa vez quem assume a publicação do escritor é Nova Fronteira.


Mais sobre 1822:



2° Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil - Leandro Narloch (Editora Leya)


Este livro é mais uma história de repetição de fórmula, no entanto com consequência diversa do que ocorreu com Laurentino Gomes. A proposta até é semelhante àquela implementada pelo jornalista ganhador do Jabuti 2011, ou seja, é também um livro de teor histórico-jornalístico.

Porém, dessa vez, a obra que replica o sucesso (no caso Guia Politicamente Incorreto da América Latina) acabou abaixo desta que aparece em segundo lugar, ficando com a sétima posição. O título lançado em 2011 é também escrito por Narloch só que desta vez em parceria com Duda Teixeira .

A diferença em vendas de Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil para a obra mais recente é provavelmente fruto do natural maior apelo exercido pelo nosso país, sobretudo quando comparado com a América espanhola que alguns acreditam ser mais desconhecida para nós que a Europa.


Mais sobre Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil:



1° Steve Jobs - Walter Isaacson (Editora Cia das Letras)


Existem obras que vão ganhando espaço e existem os fenômenos. Vários fatores contribuíram para o sucesso da biografia autorizada de Steve Jobs, considerada como o livro definitivo sobre o ex-CEO da Apple. Os mais destacados certamente foi o falecimento do mestre da tecnologia em outubro, que causou toda uma comoção mundial, e o rápido lançamento que ocorreu ainda no final do mesmo mês.

Outra qualidade desta estreia foi a simultaneidade. Na mesma medida em que os estadunidenses puderam ter seu livro em inglês em casa, os brasileiros também conseguiram comprar uma versão totalmente em português editada pela Cia das Letras exatamente no mesmo dia 24 de outubro, .

O resultado foi que em pouco mais de 2 meses o livro se tornou o mais vendido do ano em seu gênero aqui no Brasil e entre todas as obras na Amazon.


Mais sobre a biografia de Steve Jobs:




Veja o top 10 completo da revista Veja em cada categoria:


Com Informações de Veja e Wikipédia


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)