19 de agosto de 2011

Livros de Qualidade x Best-Sellers - (Coluna) Ler é Compreender


É sempre de bom tom falar que a ideia por trás de um livro é fruto de espontaneidade; o desejo sincero do escritor que brota do terreno abstrato da inspiração e se faz presente na materialidade do mundo sem qualquer interesse. O sucesso é apenas um fator secundário, fruto de um interesse do público inesperado que acabou percebendo a qualidade de uma obra completamente desinteressada e intimista.

Dito assim o discurso soa realmente muito bonito e adequado, faz parecer que a literatura é uma arte pura e basta que ela tenha qualidade que será reconhecida inevitavelmente.

Mas é claro que nós, que temos mais de 7 anos, sabemos muito bem que a coisa não funciona deste jeito, existem autores de qualidade que jamais virão a público e centena de autores ruins que fazem estrondoso sucesso com as mais variadas obras idiotas que este mundo já conheceu.

Isso acontece porque sabemos também que sucesso é muito mais que só qualidade (aliás qualidade não é nem de longe um necessidade), é sim fruto de pensar aquilo que pode existir de mais agradável e convidativo ao leitor, tal como uma novela ou uma manchete sensacionalista qualquer.

Basta pensar um pouco, qual livro você acha que faria mais sucesso; um que se intitula "possíveis estratégias para identificar uma mentira" ou "nunca mais seja enganado"? O segundo, que é um título de livro real, certamente teria de longe o melhor resultado pois passa uma segurança maior sem levar em conta as dificuldades que o primeiro título sugere. Da mesma forma são alguns livros de ficção de sucesso, eles se vendem para não ousar ao repetir alguma fórmula que tenta alcançar o maior número pessoas, nem que para isso precise se desfazer de toda e qualquer profundidade.

Mas não estou aqui hoje para criticar, na verdade estou sim mas isso não é o principal, estou escrevendo isso para reitera a você que não adianta nada escrever uma obra-prima digna de ser o novo Machado de Assis se não souber vender sua obra. Aliás é bem provável que o próprio Machado não tivesse muito espaço atualmente.

Portanto saiba que ter sucesso com um livro é bem mais que apenas ser habilidoso na escrita, por mais estranho que possa parecer, é na verdade saber aquilo que o povo quer do jeito que o povo prefere.

O interessante para você que talvez deseje aliar qualidade com quantidade é tentar adequar as estratégias para ter sucesso com livros com a os aspectos de sua narrativa mais profunda, é difícil? Com certeza, pois você vai precisar de uma boa dose de sorte e escritores reconhecidos que confirmem a qualidade do que você escreveu, mas aconselho a tentar pois precisamos fomentar a literatura enquanto arte que pode ser negociada e não como negócio que quer ser chamado de arte como se vê hoje em dia.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)