26 de agosto de 2011

Insolência Quinzenal (Coluna) - "Uma Situação Lamentável"



Com as suas bibliotecas de portas fechadas a federal de Pernambuco deixa patente sua capacidade sem par de descumprimento da missão institucional que lhe cabe. Tal displicência com a formação acadêmica não é só dela porém: a maior parte das universidades no mundo tomam para si também seu quinhão. Entretanto nada justifica continuar a ter aulas sem livros disponíveis.

Quem trabalha faz greve. Quem não é dos corpos docente mais discente. Minto? Claro que não. É prova nossa situação lamentável. Bibliotecas de portas cerradas enquanto temos aulas... Aulas?

Formar intelectuais sem leitura na minha concepção, pelo visto bem ingênua mas felizmente racional, não se pode pois absurda vem a ser tal proposta. Contudo já se vê desde sempre no caso do Brasil, com raras exceções, as universidades produzirem, que nem fábricas despejantes de produtos quaisquer a venda, gente com diploma porém ignorantona.

Nada tenho contra quem não sabe ler. Ou quem empreende suas indústrias. Só que tais possibilidades não são cabíveis a quem pretende fazer um curso superior. E seguir com a carreira de ter espírito crítico. Mas até para fazer crítica precisamos de profissão? Sim. E pior: nem isso mais se cumpre. Que nos resta? Fingimento. Quem "ensina" finge dar aula. Quem "estuda" finge também mas aprender. E todos estes animais acadêmicos com suas corrupções particulares fingem enfim maravilhosamente.

Selvas acadêmicas maravilhosas!

Meses atrás eu sossegadamente lia numa das bibliotecas da federal pernambucana. Não estávamos na proximidade de dias de prova: portanto comigo só meia dúzia da graduação, talvez alguém igualmente que faz mestrado, frequentávamos os lugares reservados a leitura. Por que também não dizer: reservados para quem aprender realmente deseja? Mas agora nem as sombras das árvores nos restam por estarmos em épocas de chuva.

Claro que muitas coleções particulares ganham de lavada do número pobre de títulos que temos nas estantes universitárias inclusive recebendo descuidos mil. Todavia ruim com o pouco: pior sem. Óbvio que quem estuda não tem tantos livros em sua casa quantos vai precisar! Ao contrário sendo teríamos possibilidade de tentar entrar em universidades européias ou dos Estados Unidos, não é?

Do governo podemos esperar a resolução satisfatória de tal situação? Não! A negligência com quaisquer instituições educacionais nos prova.

Tomara que rapidamente sejam reabertas as portas das bibliotecas ao menos!


foto: Jupira Souza


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)