23 de julho de 2011

San Diego Comic-Con 2011: Os Ganhadores do Eisner Awards


Foram anunciados os ganhadores do "Oscar dos quadrinhos", o prêmio Eisner Awards, durante a edição deste ano do evento Comic-con. O destaque, ao menos para nós do Brasil, foi a vitória dos brasileiros. A dupla de quadrinista gêmeos Fabio Moon e Gabriel Bá levou o prêmio de melhor minissérie pela hq DayTripper enquanto o também brasileiro Rafael Albuquerque dividiu o prêmio de melhor nova série com outros autores do quadrinho Vampiro Americano, um deles o famoso escritor Stephen King.

Veja alguns prêmios que destacamos abaixo, lembrando que os ganhadores estão em negrito. As informações são da cobertura do site Omelete.


Melhor HQ curta

"Bart on the Fourth of July", de Peter Kuper, em Bart Simpson #54 (Bongo)
"Batman, in Trick for the Scarecrow", de Billy Tucci, emDCU Halloween Special 2010 (DC)
"Cinderella", de Nick Spencer e Rodin Esquejo, emFractured Fables (Silverline Books/Image)
"Hamburgers for One", de Frank Stockton, em Popgun vol. 4 (Image)
"Little Red Riding Hood", de Bryan Talbot e Camilla d'Errico, em Fractured Fables (Silverline Books/Image)
"Post Mortem", de Greg Rucka e Michael Lark, em I Am an Avenger #2 (Marvel)


Melhor edição (ou especial)

The Cape, de Joe Hill, Jason Ciaramella e Zack Howard (IDW)
Fables #100, de Bill Willingham, Mark Buckingham, et al. (Vertigo/DC)
Hellboy: Double Feature of Evil, de Mike Mignola e Richard Corben (Dark Horse)
Locke & Key: Keys to the Kingdom #1: Sparrow, de Joe Hill e Gabriel Rodriguez (IDW)
Unknown Soldier #21: A Gun in Africa, de Joshua Dysart e Rick Veitch (Vertigo/DC)



Melhor série

Chew, de John Layman e Rob Guillory (Image)
Echo, de Terry Moore (Abstract Studio)
Locke & Key, de Joe Hill e Gabriel Rodriguez (IDW)
Morning Glories, de Nick Spencer e Joe Eisma (Shadowline/Image)
20th Century Boys, de Naoki Urasawa (VIZ Media)
Scalped, de Jason Aaron e R. M. Guéra (Vertigo/DC)


Melhor minissérie ou arco de histórias

Baltimore: The Plague Ships, de Mike Mignola, Christopher Golden e Ben Stenbeck (Dark Horse)
Cinderella: From Fabletown with Love, de Chris Roberson e Shawn McManus (Vertigo/DC)
Daytripper, de Fábio Moon e Gabriel Bá (Vertigo/DC) - (Brasil-sil-sil)
Joe the Barbarian, de Grant Morrison e Sean Murphy (Vertigo/DC)
Stumptown, de Greg Rucka e Matthew Southworth (Oni)




Melhor nova série

American Vampire, de Scott Snyder, Stephen King e Rafael Albuquerque (Vertigo/DC)
iZombie, de Chris Roberson e Michael Allred (Vertigo/DC)
Marineman, de Ian Churchill (Image)
Morning Glories, de Nick Spencer e Joe Eisma (Shadowline/Image)
Superboy, de Jeff Lemire e Pier Gallo (DC)


Melhor escritor

Ian Boothby, Comic Book Guy: The Comic Book; Futurama Comics #47–50; Simpsons Comics#162, 168; Simpsons Super Spectacular #11–12 (Bongo)
Joe Hill, Locke & Key (IDW)
John Layman, Chew (Image)
Jim McCann, Return of the Dapper Men (Archaia)
Nick Spencer, Morning Glories, Shuddertown, Forgetless, Existence 3.0 (Image)


Melhor escritor/ilustrador

Dan Clowes, Wilson (Drawn & Quarterly)
Darwyn Cooke, Richard Stark's Parker: The Outfit (IDW)
Joe Kubert, Dong Xoai, Vietnam 1965 (DC)
Terry Moore, Echo (Abstract Studio)
James Sturm, Market Day (Drawn & Quarterly)
Naoki Urasawa, Naoki Urasawa's 20th Century Boys (VIZ Media)

Melhor desenhista/arte-finalista ou dupla desenhista/arte-finalista

Richard Corben, Hellboy (Dark Horse)
Stephen DeStefano, Lucky in Love Book One: A Poor Man's Story (Fantagraphics)
Rob Guillory, Chew (Image)
Gabriel Rodriguez, Locke & Key (IDW)
Skottie Young, The Marvelous Land of Oz (Marvel)

Outros prêmios especiais:

Hall da Fama:

Escolha dos juízes:

Ernie Bushmiller
Jack Jackson
Martin Nodell
Lynd Ward

Escolha dos votantes:

Mort Drucker
Harvey Pekar
Roy Thomas
Marv Wolfman

Prêmio Bill Finger de Excelência em Roteiros de Quadrinhos

Bob Haney
Del Connell

Prêmio Humanitário Bob Clampett

Patrick McDonnell

Prêmio Russ Manning para Novato Mais Promissor
Nate Simpson


O destaque em número de prêmios ficou para a IDW, já Marvel e DC mantiveram uma distância menor que nos últimos anos onde a editora de Batman levava uma vantagem bem mais ampla em relação a sua concorrente. Porém o destaque do selo Vertigo como principal responsável pelas premiações da DC Comics se manteve.

Quanto ao meu interesse já estava com curiosidade de ler Daytripper agora também estou querendo conhecer a hq do Rafael Albuquerque. Outra que já estou pretendendo ler há algum tempo é Chew que já está na lista de vencedores há algumas edições.

Informações: Omelete

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)