12 de junho de 2011

Fundador do GNU Afirma que E-books São Retrocesso


Richard Stallman, fundador do GNU, afirmou que os E-books como estão sendo comercializados hoje em dia são um retrocesso para a sociedade, isso porque eles reduziriam ainda mais a capacidade de compartilhamento e liberdade de escolha que são princípios norteadores do projeto criado por ele que prevê a criação de sistemas operacionais e softwares de código livre.


Stallman argumenta no artigo “The danger of e-books” que o livro convencional é inteiramente seu sendo por isso impossível que a editora tome-o de você alegando mal uso ou que ela simplesmente destrua-o, o digital nos moldes da Amazon, por outro lado, é vendido sob licença, ou seja, a empresa sabe aquilo que você consome além de ter a capacidade de suspender seu direito de usar aquela versão como já ocorreu, inclusive, com o livro "1984" de George Orwell (que ironia).

A Amazon alegou na época que o livro de ficção de Orwell havia sido distribuído por uma empresa que não detinha os direitos da obra, portanto a empresa simplesmente deletou  remotamente todas as versões existentes nos aparelhos dos leitores e, segundo ela, os reembolsou.

Finalmente o sistema utilizado pelos e-readers como o Kindle, usa o chamado DRM (Digital Restrictions Management), sistema que impede cópias e que segundo o fundador da GNU seria mais restritivo que a própria lei de direitos autorais.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e Dê sua Opinião Sobre O Tema.

Lembrando que qualquer opinião com boa educação é muito bem-vinda, mas ofensas são excluídas.

(obrigado pela visita, volte quando puder)